qui. maio 23rd, 2019

Santos Cruz ainda pode ser exonerado e sair do Governo

Corroboramos a análise do Portal Crítica Nacional, que versa sobre os graves episódios de ingerência envolvendo o Chefe da Secretaria de Governo, e que podem levar à sua demissão.

Conforme análise de Paulo Enéas, do Portal Crítica Nacional, a hipótese de demissão do secretário Santos Cruz pode ser uma realidade -e esperamos que seja mesmo-, uma vez que graves casos de ingerência foram cometidos por ele e trouxeram problemas para o seio do Governo, além da briga pública com Olavo de Carvalho -na qual o velho filósofo tem razão. A grande imprensa blinda Santos Cruz, como fez com Gustavo Bebianno, que no final provou ser um traidor, mostrando que o Presidente Bolsonaro escolheu bem ao optar pela exoneração.

A ingerência explícita do ministro no caso da renovação do convênio entre a Apex e o Sindicato de Produtores Audiovisuais de São Paulo e a demissão de Letícia Catelani, diretora da Apex -que teria sofrido pressão de Cruz para renovar contrato com uma agência de publicidade, a Terruá, citada em relatório de investigação da Polícia Federal na Operação Lava-Jato- são os casos onde ele se excedeu. Segundo Paulo Enéas, Santos Cruz teria tentado convencer o Presidente Bolsonaro de que tal investigação não existia, fazendo lobby para a agência, o que deixa a situação ainda mais grave.

Embora ele tenha embarcado para os Estados Unidos juntamente com o Presidente Jair Bolsonaro, isto não quer dizer que haja por parte do Presidente da República sinal claro de permanência -e o Portal rememora o caso de Bebianno, que viajou a Davos para o Fórum da Liberdade, mas foi exonerado logo quando voltou. Segundo eles, o Presidente Jair Bolsonaro já teria ventilado a possibilidade, só não teria tomado efetivamente a atitude por conselho de pessoas próximas.

Os traidores de Bolsonaro (consequentemente, do Povo que o elegeu por suas ideias, pauta conservadora e autenticidade) devem ser todos expurgados. Aguardemos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: