qua. ago 21st, 2019

Direita São Paulo esclarece: movimento não está apoiando pré-candidatos a Vereador em 2020

O Presidente do Direita São Paulo -braço político-militante do Instituto Conservador- Edson Salomão, fez um vídeo na qual esclarece que movimento não está apoiando candidatos a Vereador para 2020.

Presidente do movimento gravou um vídeo na noite de hoje (10) esclarecendo que não há apoio formal para nenhuma pré-candidatura para vereador (a) ou prefeitura no estado de São Paulo. Infelizmente, pessoas têm feito uso da imagem do movimento e seus integrantes para mentirem, dizendo em redes sociais e em suas cidades que têm apoio para suas candidaturas.

Há relatos de pessoas que tiraram fotos com membros do Direita São Paulo e publicaram em suas Redes Sociais afirmando receber apoio formal para pré-candidaturas a Vereador a Prefeito em suas cidades, no interior do estado.

No vídeo, entretanto, Edson Salomão afirma que o movimento não tem ligação com partido político nenhum e nem tem comprometido apoio político a pré-candidaturas no estado. Apesar de ter seu Deputado Estadual eleito no PSL, tanto o partido político, como o movimento político, são independentes, com ações, organização e administração distintas, e não se misturam.

Por ser chefe de gabinete do Deputado Estadual Douglas Garcia, membro do grupo e eleito pelo PSL em Outubro, ele recebe muitas pessoas no gabinete, o que leva algumas pessoas a agirem de má fé, aproveitando-se da imagem pública dele e de outros membros do movimento para se autopromoverem.

O vídeo com a mensagem, diretamente da página do Facebook do Presidente do Instituto Conservador e do Direita São Paulo, Edson Salomão, pode ser acessado clicando aqui.

Atuação do movimento Direita São Paulo

Braço político-militante do Instituto Conservador, o movimento Direita São Paulo nasceu há três anos. Participou da gênese do movimento pró-impeachment, que levou milhões às ruas e despachou a petista Dilma Rousseff do Palácio do Planalto em Agosto de 2016. Conta hoje com cerca de 1000 membros, que se reúnem em 31 cidades do estado de São Paulo semanalmente para estudarem juntos, realizam manifestações em defesa das pautas conservadoras, além de fiscalizarem a atuação das Câmaras Municipais em suas cidades.

O ICON (Instituto Conservador) conta com outras ramificações de atuação, como: educação, palestras, mídias sociais e imprensa. Gazeta Conservadora, UNECON, além do próprio Direita São Paulo, são exemplos de áreas onde o Instituto vem trabalhando para ocupar espaços e contrapor a ideologia esquerdista que dominou as várias camadas sociais no Brasil ao longo dos últimos 35 anos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: