dom. jul 21st, 2019

Governo planeja segunda fase da campanha publicitária pela Nova Previdência

O secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten, estuda criar uma central de mídia para conseguir melhores preços na compra de espaço publicitário. A estratégia pode gerar uma economia de R$ 400 milhões a R$ 600 milhões.

Uma central de mídia negociará com os veículos de comunicação preços melhores na hora de comprar espaço publicitário para o governo federal. A estratégia pode gerar uma economia de R$ 400 milhões a R$ 600 milhões, segundo o secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten.

Atualmente, os órgãos do governo preparam primeiro suas campanhas para depois negociarem espaço nos meios de comunicação. Agora, a Secom irá buscar primeiramente os preços para, em seguida, desenvolver as campanhas.

O governo pode obter preços melhores para publicar anúncios. E os veículos de comunicação terão mais previsibilidade sobre o que devem ter de campanhas durante um período mais longo.

Apenas a Rede Globo sairá perdendo, pois é a única emissora que não concede desconto para o governo federal e terá de ceder para não ficar de fora.

A segunda fase da campanha pela Nova Previdência também está sendo montada. Wajngarten está tendo encontros com parlamentares e líderes de movimentos de rua para apresentar anúncios produzidos pela Secom.

A estratégia de levar o presidente Jair Bolsonaro a programas de auditório para debater a Nova Previdência excluirá a Globo. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: