ter. jul 16th, 2019

Janaína Paschoal critica Novo -o Partido Pó de Arroz

Na eleição para a mesa diretora da ALESP, ocorrida na última Sexta-feira (15), Cauê Macris foi eleito Presidente da Casa com base em um acordo entre PT, PSDB e demais partidos que se aliaram por troca de cargos.

O acordão já estava costurado há algum tempo pelos partidos, de maneira que o PSDB ficaria com a presidência e daria a 1° secretaria para o PT em troca uma oposição branda.

Na intenção de vencer o acordo espúrio e mudar o rumo da política na casa, o PSL -maior partido da Assembleia Legislativa de São Paulo- lançou deputada mais votada do Brasil, Janaína Paschoal, para a presidência.

A candidatura do Partido Novo, conforme observamos, ajudou a enfraquecer o combate ao acordo, uma vez que a Deputada perdeu 4 votos que poderiam ajudar a transmitir uma imagem de menor aceitação da política bi-partidária na Assembleia Legislativa.

O Portal Renova Mídia transcreveu um discurso feito pela candidata em Fevereiro, na qual ela afirma que teria feito uma proposta de parceria contra o acordo de nulidade da casa, proposto por PT-PSDB. Acompanhe a fala da Deputada:

“É mentira que nós não propusemos parceria. Nós propusemos ao PSB para que nós saíssemos para a presidência e eles para a primeira secretaria, até o momento recusaram. Nós propusemos ao NOVO, cujos integrantes perguntaram o que ganhariam ao me apoiar. Era muito risco me apoiar… Então nós propusemos sim, porque o nosso intuito era somar força. Se o NOVO estivesse do nosso lado, nós seríamos 20 (…) para votar em mim para a presidência e alguém do NOVO para a primeira secretaria. A quem eles estão ajudando? À população brasileira não. Ao povo de São Paulo, não”.

Fica difícil entender qual a perspectiva de nova política adotada pelo Novo, uma vez que por egoísmo -ou pura burrice- preferiram lançar candidatura própria, enfraquecer e não colaborar com a renovação política que eles tanto pregam.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: