qui. maio 23rd, 2019

Ataque contra mesquitas na Nova Zelândia usam táticas terroristas muçulmanas

Ataque contra mesquitas na Nova Zelândia usam táticas muçulmanas. Jesus nos ensinou a conviver em paz com todos, por isso nas sociedades cristãs ocidentais esse ataques não acontecem com frequência.

Até o momento cerca de 49 pessoas perderam a vida e 50 ficaram feridos nos ataques às mesquitas islâmicas ocorridos em Nova Zelândia. Estima-se que tenha sido a pior forma de ataques dessa natureza na história do país.

Em um dos casos, atiradores adentraram o local sagrado portando armas automáticas e abriram fogo contra fiéis. Brenton Tarrant foi um dos executores e chegou a fazer uma transmissão ao vivo do ataque no Facebook.

Segundo reportou Conexão Política, Tarrant tem falas xenófobas, onde exalta seu sangue e língua Europeus, em detrimento até mesmo de sua nacionalidade australiana: “porque minha língua é europeia, minha cultura é europeia, minha filosofia, minha identidade e, mais importante, meu sangue é europeu”.

Essa mesma motivação de superioridade, só que religiosa, é vista nos países muçulmanos. Lá, incidentes envolvendo violentas e sanguinárias mortes de cristãos são comuns, e similares até mesmo ao ocorrido em Nova Zelândia. Com filmagens e postagens nas Redes Sociais, como foi com a decapitação de David Haines. Ou mesmo, com as constantes bombas implantadas em igrejas cristãs. Táticas similares de espraiamento do terror.

As diferenças morais e influências cristãs na sociedade Ocidental são os fatores primordiais que permitem uma convivência pacífica entre as mais diferentes pessoas, com suas crenças, opções sexuais, raça, etnias etc. Por isso incidentes como este lamentável ataque são menos vistos nas sociedades ocidentais (a não ser nos países com forte imigração islâmica), porém recorrentes nas civilizações islâmicas orientais.

Sobre isso, já observamos algo em nosso site, confira.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: