sex. maio 24th, 2019

MEC exonera funcionários traidores ligados ao caso Coronel Roquetti

Saiu ontem à noite (11) no Diário Oficial da União, os nomes de seis exonerados no Ministério da Educação e Cultura (MEC), ligados a casos de boicote a funcionários e ao próprio Ministro Ricardo Vélez Rodrigues.

Na mesma edição do DOU, o Governo já nomeou três novos pessoas para ocupar os cargos deixados. Segundo o Portal Renova Mídia, em nota, o MEC divulgou uma mensagem afirmando que as mudanças não afetarão em nada o combate à corrupção.

Os seis exonerados são:Tiago Tondinelli (chefe de gabinete do ministro da Educação), Eduardo Miranda Freire de Melo (secretário-executivo adjunto da Secretaria-Executiva do Ministério da Educação), Ricardo Wagner Roquetti (coronel que atuava como diretor de programa da Secretaria-Executiva do Ministério da Educação e pivô de todo o problema que envolveu as demissões), Claudio Titericz (diretor de programa da Secretaria-Executiva do Ministério da Educação), Silvio Grimaldo de Camargo (assessor especial do ministro da Educação) e Tiago Levi Diniz Lima (diretor de Formação Profissional e Inovação da Fundação Joaquim Nabuco).



1 thought on “MEC exonera funcionários traidores ligados ao caso Coronel Roquetti

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: