dom. fev 17th, 2019

Congo: mulheres e crianças trocam sexo por vacinas contra o Ebola

A República Democrática do Congo possui as maiores reservas minerais inexploradas do mundo, mesmo assim é o terceiro país mais pobre do mundo por causa de anos de corrupção política e guerra interminável. Atualmente passa pelo segundo maior surto de Ebola da história. Os esforços para acabar com o surto são dificultados por ataques contínuos de um grupo muçulmano intitulado Allied Democratic Forces (Forças Democráticas Aliadas).
Segundo o The Guardian e The Blaze, mulheres e meninas relataram casos de abusos, e acabaram sendo vacinadas em troca de sexo. Pesquisas realizadas por várias ONGs revelaram que há uma profunda desconfiança nos trabalhadores de saúde pela população do Congo, apensar das vacinas estarem apresentando bons resultados.
Os relatos de exploração foram revelados durante uma recente reunião da força-tarefa nacional na cidade de Beni.
“Esta região da República Democrática do Congo tem uma longa história de violência sexual e exploração de mulheres e meninas’”, disse Helderman, consultora sênior de saúde e nutrição da organização Medair.
O governo reconheceu que além dos relatos de que as mulheres recebiam vacinas em troca de sexo, rumores circularam nas mídias sociais de que as mulheres estavam vendendo seus corpos para conseguirem empregos junto dos que combatiam a epidemia.
O post Congo: mulheres e crianças trocam sexo por vacinas contra o Ebola apareceu primeiro em Conexão Política.
Fonte: conexão politica

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: