dom. jun 16th, 2019

Renan Calheiros declara apoio a Fernando Haddad

Fernando Haddad, candidato do PT à presidência da República, ganhou um questionável aliado para o segundo turno. O senador Renan Calheiros (MDB) disse que fará campanha para o petista durante o segundo turno das eleições. Calheiros também defendeu a convocação de uma assembleia constituinte.

No domingo (7), o senador deu entrevista no Iate Clube Pajuçara após votar.

“(apoiarei) Sobretudo se for para uma reforma política. Esse modelo político-eleitoral brasileiro caducou. O Brasil precisa de muitas mudanças estruturais, mas a mais importante é a reforma política para dar mais transparência nas eleições”, disse.

Calheiros e Lula se divertem após reunião da cúpula em Brasília.

Calheiros foi citado em ao menos quatro inquéritos em delação da Odebrecth. No inquérito 4.464, o senador é suspeito de ter recebido R$ 500 mil de propina, com o objetivo de “realizar um acordo de mercado entre as empresas que participariam da obra canal do sertão alagoano”. Segundo o inquérito, ele recebeu o dinheiro em um hotel de Maceió.

O valor teria sido pago pelo departamento de propina da Odebrecht. Renan vai ser investigado por corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

O inquérito 4.437, afirma que Renan teria recebido da Odebrecht a quantia de R$ 4 milhões junto com o também senador Romero Jucá para facilitar a a aprovação de medidas provisórias favoráveis aos interesses da companhia e posterior conversão em leis.

Em outro inquérito, o 4.389, Renan aparece envolvido em um esquema com a Braskem. O Senador é suspeito de ter pedido R$ 1,2 milhão em doação para o PMDB. Deste valor, R$ 800 mil teriam sido repassados para a campanha ao governo do estado de Alagoas de seu filho, Renan Filho.

Haddad recebe o carinho do terrorista Guilherme Boulos (PSOL).

Haddad também tem suporte de nomes como Guilherme Boulos (PSOL), preso duas vezes durante invasões à propriedades privadas, Ciro Gomes (PDT), alvo de mais de 80 processos apenas no Ceará, Luciana Temer, filha do atual presidente Michel Temer (MDB), o próprio ex-presidente Lula, preso e condenado no âmbito da operação Lava Jato por corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

O próprio candidato do PT foi denunciado pelo Ministério Público pelos mesmos crimes praticados por Lula: lavagem de dinheiro, corrupção passiva e formação de quadrilha.

O post Renan Calheiros declara apoio a Fernando Haddad apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Source: terça livre

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: