dom. dez 16th, 2018

Plano de Governo Bolsonaro (PSL) – Parte I

Nós, do Observatório Brasil, fizemos um resumão do Plano de Governo do candidato Jair Messias Bolsonaro  -disponibilizado na íntegra no aplicativo do PSL: “Voluntários da Pátria”. Separamos todo o plano em 5 partes resumidas, com isso, você poderá ter acesso, de modo rápido e conciso, ao que o candidato pensa e propõe como solução para problemas nas mais amplas áreas do governo. Quer você vote nele, quer não, vale a pena conferir o que pensa e quais propostas tem Bolsonaro e sua equipe para o Brasil.

Acompanhe a primeira parte:

            – O Brasil Livre:

Modo diferente de governar, oposto ao modo que jogou o Brasil na crise ética, moral e fiscal à qual nos encontramos: sem ‘toma lá dá cá’ do presidencialismo de coalizão, que trabalhe e realmente faça a diferença na vida de todos. Um governo que resgate a liberdade, o bem mais precioso do cidadão. Um governo que devolva o país aos seus donos, os Brasileiros!

            -Valores e compromissos:

*O Brasil é de todos, cidadãos natos ou de coração, independente de opiniões, cores e orientações;

*As pessoas devem ter liberdade de escolha e conviver com os frutos dessas escolhas, desde que não interfiram em aspectos essenciais da vida do próximo;

*O fruto material de cada escolha, se gerados de forma honesta, em uma economia de livre-mercado têm nome: PROPRIEDADE PRIVADA! Esta é sagrada e não pode ser violada, roubada, invadida ou expropriada!

*Os frutos de nossas escolhas afetivas têm nome: FAMÍLIA. Seja ela como for, é sagrada e o Estado não deve interferir em nossas vidas;

*Quebrado o atual ciclo, livre do crime, da corrupção e de ideologias perversas, haverá prosperidade, estabilidade, riqueza e oportunidades para todos buscarem suas felicidades da melhor forma.

*Ressaltamos que faremos tudo na forma da lei! Qualquer forma de diferenciação entre brasileiros não será admitida e todo o cidadão terá seus direitos preservados e deverá cumprir a lei (não roubar, não matar, não sonegar impostos, etc). Toda pessoa em território nacional, mesmo não sendo cidadão brasileiro, terá direitos inalienáveis como ser humano, bem como dever em obedecer às leis do Brasil;

*Somos defensores da liberdade de opinião, imprensa, informação, internet, política e religiosa. Contra qualquer regulação da mídia, nosso povo deve ser livre para pensar, se informar, opinar, escrever e escolher seu futuro;

*Nossa bandeira é VERDE E AMARELA: nos últimos 30 anos o marxismo cultural e suas derivações como o gramscianismo, se uniu às oligarquias corruptas para minar valores da nação e da família brasileira, queremos um Brasil com todas as cores: verde, amarela, branca e azul.

            -Mais Brasil, menos Brasília:

*Nossa vitória será contra a servidão. Após 30 anos de esquerda no comando a democracia se corrompeu e estagnou a economia. Faremos uma aliança com a Ordem e o Progresso: seremos um governo Liberal-democrata: saúde, segurança e educação serão as prioridades, tolerância ZERO com o crime, corrupção e privilégios;

*A CONSTITUIÇÃO SERÁ RESPEITADA! ELA É SOBERANA E LEI MÁXIMA NA NAÇÃO BRASILEIRA;

*Enfrentaremos o viés totalitário do Foro de São Paulo, que desde 1990 tem enfraquecido nossas instituições democráticas.

*Desafios urgentes: CONTRA criminalidade, corrupção e aparelhamento do Estado, para estancar estragos e iniciar um processo de recuperação do país;

*Liberalismo econômico: o maior instrumento de geração de renda e inclusão social, por esse meio bilhões de pessoas têm saído da miséria no mundo. Liberalismo reduz inflação, baixa juros, eleva confiança e investimentos, gerando emprego e oportunidades.

Nossa estratégia será adotar as mesmas ações que funcionam nos países com crescimento, emprego, baixa inflação, renda para trabalhadores e oportunidades para todos;

*Para 2019 o Brasil terá R$139 Bilhões em déficit. Temos o objetivo de equilibrar as contas, buscando superávit que estabilize a dívida, o desafio inicial será também organizar e desaparelhar estruturas federais.

*O Brasil passará por uma rápida mudança cultural, onde impunidade, corrupção, criminalidade e vantagem deixarão de ser aceitos como identidade nacional, POIS NÃO ENCONTRARÃO GUARDIA NO GOVERNO. Nos últimos anos o governo federal concentrou arrecadação de tributos, criando burocracia e ineficiência. Os recursos devem estar próximos das pessoas, sem intermediários para prefeitos e governadores, obras com maior controle social e serviços públicos mais baratos;

            O GOVERNO CONFIARÁ NOS INDIVÍDUOS, RECUARÁ PARA QUE OS CIDADÃOS POSSAM AVANÇAR!

            -Redução de ministérios:

*Atualmente temos 29 ministérios, 2 secretarias com status de ministérios e 4 órgãos com status de ministérios;

*O país funcionará melhor com menos ministérios, um número elevado não é eficiente, não atende aos legítimos interesses da nação. O quadro atual deve ser visto como o resultado da forma de se fazer política nas últimas décadas, caracterizada pelo ‘toma lá-dá-cá’, o loteamento do Estado.

              -Orçamento base ZERO:

*Com o fim do aparelhamento dos ministérios, inverteremos a lógica tradicional do processo de gastos públicos. Cada gestor, diante de suas metas, terá de justificar suas demandas por recursos públicos. Os recursos financeiros, materiais e de pessoal, serão disponibilizados e haverá o acompanhamento do desempenho de gestão. O montante gasto no passado não justificará os recursos demandados no presente ou no futuro. Não haverá mais dinheiro carimbado para pessoa, grupo político ou entidade com interesses especiais. Prioridades e metas passam a ser a base do Orçamento Geral da União, para gastar o dinheiro do POVO obtido pelos impostos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: